Amsterdam

O primeiro lugar que pisei na Europa foi Amsterdã, para mim foi uma emoção e um choque cultural muito positivo. Pois Amsterdã é uma cidade linda e muito organizada.

Quando cheguei no aeroporto fui logo num guichê de informações para descobrir como iria até o hotel, pelas minhas pesquisas seria de ônibus. Fui muito bem atendida e já ganhei um mapa para me localizar. Só não consegui entender que tinha que comprar o ticket antes, mas tudo bem, encontrei o ônibus e deu tudo certo, inclusive quando falei que estava sem ticket o motorista perguntou se eu era turista, bem devia estar escrito na minha testa, então ele disse que não precisaria pagar a passagem seria uma cortesia de boas vindas da cidade.

O hotel era da rede NH (https://www.tripadvisor.com.br/Hotel_Review-g188590-d275406-Reviews-NH_Amsterdam_Centre-Amsterdam_North_Holland_Province.html ) ficava muito bem localizado, próximo ao Vondelpark, Van Gogh Museu, Hard Rock Café, vários restaurantes e de frente para os canais.

mulheres que viajam

Canais Amsterdã

mulheres que viajam

Frente hotel

Tive uma ótima recepção no hotel, tinha um funcionário que falava Espanhol, o que facilita a vida. Tomei  um banho, pois estava exausta da viagem, mas não queria dormir, era umas 15 horas da tarde, então fui passear, ver os canais e tirar algumas fotos. Estava com fome também, tinha vários restaurantes, acabei escolhendo um que simpatizei e sentei para comer. Gostei da comida, depois de saciada, resolvi ir até o Hard Rock Café fazer minhas primeiras comprinhas na Europa, depois tomei um café e fui para o hotel, não sei como mas já era quase meia noite. Eu tinha ouvido falar que era perigoso andar sozinha a noite em Amsterdã, mas felizmente foi muito tranqüilo, acho que aquela região era segura, pelo menos pareceu.

20140831_194542 20140831_214950

Dia seguinte, primeiro ponto turístico escolhido Van Gogh Museum, mas ontem tomei um café da manhã ótimo no hotel por um preço acessível, quando cheguei no hotel já deixei acertado.

Tinha uma família de brasileiros no café, conversei um pouco com eles e me deram umas dicas. Hoje eu já sei que sempre terá um brasileiro em qualquer lugar, pelo menos eu sempre encontro.

Quando cheguei no Museu, já tinha meu ingresso, pois comprei antes pela internet, no site http://www.ducsamsterdam.net/ . Foi rápido para entrar, olhei as principais obras, encontrei brasileiras, tiramos algumas fotos e fui para o próximo ponto. Vondelpark. Uma delicia de parque, com muitas bicicletas, algo comum na cidade. Estava um lindo dia de sol, pena que não poderia ficar muito tempo, pois tinha que ir em outros lugares ainda.

20140901_115325

Eu tinha comprado um ingresso no mesmo site para conhecer a casa da Anne Frank, ou melhor, o local onde ela e duas famílias se esconderam na Guerra. Eu tinha lido o livro e isso me despertou a curiosidade de conhecer esse esconderijo.

mulheres que viajam

Fila Anne Frank House

Peguei o trem na Estação em frente ao hotel e caminhei poucas quadras para chegar, fila imensa mas quem tinha ingresso era só apertar o interfone e aguardar uns cinco minutos que eles abriam a porta. Muito bem organizado, sorte a minha de ter o ingresso.

Fique bastante tempo lá dentro reparando em cada detalhe da casa, não é permitido fotografar.

Quando saí, ainda queria ir no famoso Red Light District, não podia perder  a oportunidade. O Red Light é um bairro em Amsterdã onde é permitido consumir maconha nos cafés, seja em cigarros ou até doces. Eu entrei num café mas sinceramente não agüentei o cheiro, era forte demais e eu não uso drogas, antão só entrei por curiosidade mesmo. Tem até museu da maconha,  eu não achei nada interessante. Além desta curiosidade, nessa região a prostituição também é algo livre, pois a profissionais ficam em vitrines a espera de clientes. Bem, é um ponto turístico um pouco diferente e o ideal é ir durante o dia, pois a noite pode ser mais pesado para mulheres sozinhas.

20140901_172009 11755217_817013031752493_4780922493889064435_n

Na volta, comprei muitas lembrancinhas e fui para o bairro do hotel de trem novamente, já estava na hora de jantar e eu nem tinha almoçado.  Escolhi outro restaurante próximo ao hotel e já era tarde novamente, hora de voltar para o hotel, tomar aquele banho e dormir.

No dia seguinte eu partiria de Amsterdã, infelizmente, gostaria de ter reservado pelo menos mais um dia para curtir mais a cidade, então fui fazer meu ultimo passeio antes de deixar o hotel e seguir meu rumo. Fui fazer o passeio nos canais, tão lindo naquele dia de sol. O passeio nos canais não se deve deixar de fazer em Amsterdâ, o barco passa por diversos  lugares e o guia vai mostrando tudo, além de se ter uma linda visão da cidade conhecida por seus canais.

20140831_19441710402924_817013095085820_1870290707696405175_n20140902_112157