Levando meu próprio vinho

Não estou aqui para comparar o Brasil com outros Países, onde levar um vinho é visto com bons olhos e sem taxas abusivas de rolhas, tampouco para discutir se é certo ou errado a cobrança de taxa de rolha. Apesar de achar que o restaurante que libera a taxa, acaba atraindo mais clientes.

taxa de rolha

 

Eu só quero compartilhar minha própria experiência cada vez que entro num restaurante com o vinho que escolhi para acompanhar minha refeição. Em todas as situações o vinho não estava na carta de vinhos do restaurante, pois já começa por aí, se estou levando , no mínimo deve ser porque não tem! Infelizmente na região onde moro, as cartas de vinho são limitadas a vinhos de supermercado, com poucas opções e vendidos a preços exorbitantes. São poucos os locais que possuem uma boa carta ou que aceitam o vinho do cliente numa boa, mas acredito que isso pode mudar.

Por enquanto , só tive esta experiência em Santa Catarina e Paraná. Além de me informar primeiro se a carta possui algum vinho que eu gostaria de beber, eu tomo o cuidado de levar numa sacolinha bem bonitinha da adega onde compro, entregando logo na entrada do restaurante com total discrição. Portanto não, eu não sou sem noção!!

O que acontece é que no momento que entro no restaurante com meu querido vinho, me transformo num homem bomba, pronto para matar todo mundo. Parece exagerado, mas é realmente assim que me sinto. Inclusive os funcionários do restaurante ficam com medo de pegar a garrafa, talvez pensando que possa ter uma bomba dentro. Assim acabo pagando o mico de levar até a mesa, onde acomodo minha bomba sob olhares de pavor.

Claro que eu tenho que pedir para acomodar, abrir e trazer taças, senão a garrafa fica ali mesmo intocada. Então, no momento que o garçom sai para buscar os acessórios, ele retorna com cara de mau dizendo “ Olha, eu vou te cobrar uma taxa de rolha”. Eu até fico mais tranqüila, pois pelo tom de voz, imagino algo do tipo “ Eu vou te expulsar do restaurante ou então, vou chamar a policia”.

Geralmente, por aqui  o valor da taxa é até justo, em torno de vinte e cinco a trinta reais. Alguns lugares, pela falta de informação ou  conhecimento do assunto, inventam um valor na hora ou cobram valores fora da realidade do local. Então eu me pergunto,  porque não colocar na mesa ou na carta algo do tipo. “ Traga seu vinho e pague valor x” Assim eu não precisaria ficar com medo do garçom, nem ele de mim, é claro! Até hoje, só vi um restaurante na região que fez isso, inclusive no cardápio do site, achei muito boa a idéia. Foi o restaurante Indaiá de Itapema. http://www.restauranteindaia.com.br/

 

Ps: Eu gostaria de citar o restaurante  Deck  em Guaratuba , onde tive uma experiência diferente das demais. Pois quando fui nesse local, levamos um vinho que eu adoro e só tem em adega mesmo, nunca o vi nos restaurantes da região. O Dono veio na nossa mesa, fazendo nos sentir a vontade e trocando idéias sobre o vinho que levamos, e depois falou, que a rolha seria por conta da casa. Sim, podem acreditar, provavelmente não deve ser muito comum os clientes levarem o vinho nesse restaurante mas o dono achou legal e não ficou com medo!!! https://www.tripadvisor.com.br/Restaurant_Review-g1023650-d4939963-Reviews-Restaurante_Deck-Guaratuba_State_of_Parana.html

Agora eu convido vocês para deixar aqui nos comentários, um relato ou apenas uma opinião sobre o assunto. Alguém já utilizou o aplicativo taxa de rolha?